Verbena

Verbena officinalis
 

 
Nome Botânico:
Verbena officinalis.
 
Família Botânica:
Verbenaceae.

Nome em inglês:
Verbena, Lemon vervain, Vervain.
 
Outros Nomes:
Cidró.
 
Tipo de Planta:
Arbusto de pequeno porte.
 
Óleo Extraído:
Folhas e ramos.
 
Aparência do óleo:
Transparente/fluído.
 
Aroma:
Herbal, cítrico e adocicado.
Lembra o limão e a erva-cidreira.

Origem:
Américas e Europa.
 
Principais Constituintes:
Borneol, Geraniol, Linalol, Nerol (alcoóis), Citral (aldeído, cetona), Dipenteno, Limoneno e Mirceno (terpenos).
 
Propriedades:
Anti-séptico, antiespasmódico, antidepressivo, afrodisíaco, digestivo, emoliente, estimulante do fígado/estômago, inseticida, desintoxicante e sedativo.
 
Principal Utilização:

Sistema Disgestivo:
Age controlando especialmente espasmos estomacais, náusea, indigestão e flatulência. Estimula o apetite e atua na bílis, auxiliando na digestão de gorduras.
Tem uma ação refrescante no fígado que suaviza inflamações e infecções, como na cirrose, e pode ser benéfico para o tratamento do alcoolismo.
 
Sistema Respiratório:
Trata bronquite, além de congestão nasal e dos seios da face. Acredita-se que previna contra convulsões e suavize tosses asmáticas.
 
Outras Utilizações:
Acalma palpitações do coração (taquicardia).
Trata problemas de pele, como acne, seborréia, queda e fraqueza de cabelo, pele oleosa, e tem efeito anti-séptico.

Psicologicamente:
É um ótimo anti-depressivo.
Tem efeito calmante para o sitema nervoso, alivia inquietação, tensão nervosa, insônia, desânimo, stress e ansiedade.
Considerado afrodisíaco devido ao efeito relaxante para a mente.
 
Combinações:
Laranja, Limão, Bergamota, Grapefuit, Tangerina, Capim-limão, Melissa, Litsea Cubeba, Erva-doce, Camomila, Gerânio, Neroli, Rosa, Alecrim, Lavanda.
 
Curiosidades:
A Verbena começou a surgir nos jardins ingleses no século XVIII. As "bruxas" tiravam proveito da reputação da verbena como afrodisíaco e utilizavam-na em suas poções de amor. A erva já foi aplicada em casos de inflamação nos olhos e feridas e inflamações bucais.
Hoje o óleo é utilizado em grande escala na indústria cosmética, em sabonetes, perfumes, loções, colônias, cremes, etc. O óleo essencial é consideravelmente caro, devido a grande quantidade da planta para a sua extração. Precisam-se de 10.000 plantas para extrair 01 litro de óleo essencial.
 
Cuidados:
Usar bem diluído, pois pode causar irritação na pele. É fotossensível, portanto não se deve expor ao sol após o uso. Evitar em crianças e grávidas.






 



A verbena é uma das plantas
mais utilizadas pela indústria
da perfumaria.
É a fragrância de várias
linhas de produtos de cosmético,
perfumes e higiene, em todo mundo.
Seu aroma cítrico e herbal é
praticamente admirado por todos.















O tipo Lippia, uma outra espécie de planta, também da família das Verbenaceas, é comum ser usado como sendo verbena.

Tanto a Lippia citriodora, como a Lippia alba, são usadas na extração de óleo essencial e vendidas como "verbenas". Apesar de não serem verdadeiramente  uma verbena, possuem as mesmas características terapêuticas e os aromas muito similares.

São plantas muito comuns na América do Sul, em especial no Brasil, onde também são conhecidas como "verbena brasileira, verbena limão, verbena branca ou melissa brasileira".










 












VERBENA
(Verbena officinalis) 


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário