Erva Doce

Foeniculum vulgare
 



Nome Botânico:
Foeniculum vulgare.

Outros Nomes:
Funcho, Anis-doce, Finóquio, Fiuncho.

Família Botânica:
Apiaceae.
(Anis, Coriandro, Angélica).

Nome em inglês:
Fennel Sweet.

Tipo de Planta:
Erva aromática de até 2 metros, com flores amarelas e folhas delicadas.

Óleo Extraído de:
Sementes.
O óleo possui uma cor amarelo-claro.

Aparência do óleo:
Transparente/fluído.
 
Aroma:
Intenso, fresco e doce. Cheiro de Anis.
O aroma da erva-doce é forte e costuma dominar qualquer mistura.

Origem:
Europa Central.

Propriedades:
Antiinflamatório, anti-séptico, antiespasmódico, anti-infeccioso, estimulante do apetite, carminativo, desintoxicante, diurético, emenagogo, expectorante, galactagogo, inseticida, laxativo, resolutivo, esplenético, estimulante, tônico estomacal, sudorífero, tônico geral e vermífugo.

Principais Constituintes:
Anetol, fenchona, alfa-felandreno, d-limoneno.

Principal Utilização:

Sistema Digestivo:
Elimina toxinas resultantes do excesso de alimentos e álcool, benéfico para problemas de estômago, pois é um tônico para a digestão. Alivia a indigestão, prisão de ventre e gases. Bom contra a ressaca, pois atua como tônico no fígado.

Sistema Urinário:
Diurético, anti-séptico do trato urinário, combate a retenção urinária, cálculos renais e ácido úrico na urina.

Outras Utilizações:

Expectorante:
É útil em casos de resfriado e bronquite.

Sistema Endócrino Feminino:
Imita o hormônio Estrogênio, tratando TPM, Menopausa e cólicas. Aumenta a produção do leite materno. Ajuda a corrigir a menstruação irregular ou escassa.

Tratamento de Pele:
Tônico, auxilia contra Celulite através de massagem e drenagem linfática, pois também possui efeito diurético.

* Cientistas japoneses constataram o poder para tratar doenças infecciosas da Erva-doce. Identificaram que ela estimula o sistema imunológico e pode combater o virús do Herpes e do Sarampo.

Psicologicamente:
Refrescante para a mente, auxiliando na concentração, força e coragem em situações difíceis.
Tem um efeito calmante e revigorante.

Cuidados:
Usar bm diluído.
Evitar em grávidas e crianças menores de 07 anos.

Combinações:
Capim-limão, Gengibre, Sândalo, Gerânio, Alecrim, Cipreste, Laranja, Limão, Cedro, Lavanda, Palmarosa, Pimenta Preta, Hortelã, Junípero, Camomila.
 










Várias civilizações antigas consideravam a erva-doce (funcho) capaz de dar longa vida. Por isso foi uma das mais antigas ervas cultivadas para fins medicinais, especialmente pelos romanos. Plínio atribuiu a ela mais de 22 usos como remédio, entre eles como expectorante, diurética, analgésica, digestiva, tônica e anti-séptica.
 














 

A erva-doce é reconhecida como uma
planta que aumenta a formação e fluxo
do leite materno, e também eficaz
contra cólicas e constipação intestinal.


 








ERVA DOCE
(Foeniculum vulgare)
 






 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário