Óleo Essencial



 
 
Os óleos essenciais são compostos extraídos diretamente das plantas, e que são considerados a essência concentrada delas, possuem pouca ou nenhuma substância oleosa e carregam o aroma e as propriedades terapêuticas da planta específica. São considerados a "alma" da planta.

Por serem concentrados, o seu efeito é mais pronunciado que o uso da planta inteira ou o seu extrato. Existe uma diferença marcante na composição química dos óleos essenciais naturais e de essências sintéticas.

As essências sintéticas não possuem nenhuma propriedade terapêutica, logo, não devem ser usadas em tratamentos de doenças físicas, mentais e emocionais. Por isso não servem de auxílio para a Aromaterapia e para as terapias alternativas. São usadas geralmente em composição de sabonetes, perfumes, cremes, aromatizadores, etc... mas apenas com a função de adicionar "aroma".
 
Os óleos essenciais são odoríferos e voláteis (evaporam rapidamente). São muito diferentes dos óleos gordurosos, e têm uma consistência mais aquosa do que oleosa. Sua constituição química é complexa, embora geralmente contenham álcoois, ésteres, cetonas, aleídos e cloroplastos da folha. Os óleos estão presentes num grande número de plantas. São encontrados em raízes, folhas, flores, cascas de árvore, cascas de frutas e resinas.
 
O calor, a luz, o ar e a umidade costumam ter efeito danoso sobre os óleos essenciais. Portanto, devem ser conservados em frascos de vidro escuro, em local frio e seco, protegidos da luz.
A validade dos óleos depende da sua composição. Os óleos cítricos e os herbais/frescos (alecrim, eucalipto, hortelã, etc) costumam ter uma validade menor, de 06 meses a 01 ano, por serem mais voláteis. Os demais costumam durar 02 anos ou mais. Mas essa questão sobre a vida útil dos óleos essenciais é questionável, muitos registros e autores defendem que os óleos não tem validade, já que são, por natureza, conservantes e antissépticos naturais, e assim durariam anos.
 
Como dito antes, os óleos essenciais são altamente concentrados em suas composições químicas, por isso são vendidos em frascos de 10ml no geral, já que se utilizam na contagem de gotas para as preparações. Os óleos essenciais são na verdade ingredientes a serem adicionados em uma determinada receita, técnica terapêutica ou aplicação, sendo diluídos em um produto chamado de "veículo", que seria um óleo vegetal, creme, gel, água, álcool, etc.
 
Vários são os métodos para a extração dos óleos essenciais, dependendo do tipo de planta envolvida. Obviamente houva uma modernização nos equipamentos, métodos e dimensão da produção de fragrâncias naturais, que hoje é uma grande indústria. Mas mesmo assim, ao longo de milhares de anos, ainda é necessária a presença do homem, principalmente na colheita de muitas plantas e flores que são extremamente delicadas, e colhidas à mão.
 
Apesar da modernidade, a principal qualidade e força da Aromaterapia, não pode se perder ou ser substituída, que é a arte de entender a essência da Natureza, em sua forma mais pura: os óleos essenciais.
 














COMO SABER SE O ÓLEO ESSENCIAL É DE BOA QUALIDADE E VERDADEIRO?
Não devemos confundir Óleo Essencial com Essência. São coisas bem diferentes.


 
 
 
Algumas dicas:

  • O óleo essencial apesar do nome, não é uma substância oleosa. Portanto ao ser aplicado em um pedaço de papel, por exemplo, ele deve secar em até 24h por completo, e nao deixar "mancha de óleo" no mesmo. Se isso acontecer, trata-se de um óleo "batizado", ou seja óleo essencial diluído em óleo vegetal, ou ainda uma essência oleosa sintética.

  • O óleo essencial não se mistura na água e nem muda sua caracteristica. Se ao cair na água, ele a deixar com uma aparência leitosa ou se misturar, trata-se de uma essência artificial e nao óleo essencial natural.

  • Os óleos essenciais possuem diferentes cores e até texturas. Variam de transparentes, passando por tonalidades de amarelo claro até alaranjados ou marrons. Alguns pode ser de cor esverdeada ou azulada, dependendo da planta que o originou. Alguns são líquidos, ou com textura de óleo, como o Sândalo. Ou ainda mais grossos, como é o caso do Benjoim e do Vetiver.

  • Alguns óleos essenciais são bem baratos como é o caso da Laranja, Citronela, Eucalipto e Tangerina que em média custam R$10,00 / 10ml. Os demais variam de R$20,00 a R$200,00. E alguns são extremamente caros, como os de Neroli, Jasmim, Camomila e Rosas, que podem variar de R$200,00 a R$1.000,00. Portanto óleos essenciais que custem R$5,00 não são verdadeiros ou puros.  

  • Os óleos essenciais evaporam muito rapidamente, e suas substâncias químicas se soltam no ar, por isso muitos ardem nossos olhos quando os inalamos, como o Alecrim, Eucalipto e a Hortelã. Alguns nos deixam um "gosto na boca" ao ser inalado de tão "penetrantes" e complexos que são. Portanto, ao inala-los, é possível perceber que são substâncias naturais, complexas e medicinais. E não só "cheirosas", como as essências sintéticas.

  • Os óleos essenciais sempre devem ser vendidos em vidros e não em frascos plásticos. Eles possuem poderosos componentes químicos naturais, e muitos possuem características solventes, portanto jamais podem ser mantidos em frascos plásticos. No rótulo sempre é importante constar que se trata de ÓLEO ESSENCIAL NATURAL - 100% PURO. Devem sempre conter em seus rótulos o nome da planta do óleo e seu nome botânico em latin. Exemplo: ALECRIM (Rosmarinus officinalis).
 
 









 

Diluições dos Óleos Essenciais:
* (Diluição em Óleo Vegetal, Gel ou Creme Neutro)

Os óleo essenciais são substâncias concentradas e por isso são vendidos em frascos de 2ml, 5ml, 10ml (eventualmente também em quantidades maiores, 30ml, 50ml ou até 100ml). E por serem tão concentrados são utilizados em forma de gotas, diluídas em óleos vegetais, ou outros produtos como cremes, alcool ou até água.



 
Diluição 1%:
(usada para óleos de aroma muito forte ou caros como jasmim, neroli e rosas)
01 colher de sopa de óleo carreador – cerca de 1-2 gotas de óleo essencial;
50 ml ou 50 gramas – 11 gotas ou 0,5 ml de óleo essencial;
100 ml ou 100 gramas – 22 gotas ou 1 ml de óleo essencial;
250 ml ou 250 gramas – 55 gotas ou 2,5 ml de óleo essencial.
 
Diluição 2%:
(usada para peles muito sensíveis e com tendência alérgica. Também é empregada para óleos caros e fortes)
01 colher de sopa de óleo carreador – cerca de 2-3 gotas de óleo essencial;
50 ml ou 50 gramas – 22 gotas ou 1 ml de óleo essencial;
100 ml ou 100 gramas – 44 gotas ou 2 ml de óleo essencial;
250 ml ou 250 gramas – 110 gotas ou 5 ml de óleo essencial.
 
Diluição 3%:
(comumente usada na massagem aromaterápica para melhor ação medicinal)
01 colher de sopa de óleo carreador – cerca de 5-6 gotas de óleo essencial;
50 ml ou 50 gramas – 33 gotas de óleo essencial;
100 ml ou 100 gramas – 66 gotas de óleo essencial;
250 ml ou 250 gramas – 165 gotas de óleo essencial.
 
Diluição 5% :
(usada em problemas agudos como dores e inflamações sérias)
01 colher de sopa de óleo carreador – cerca de 9-10 gotas de óleo essencial;
50 ml ou 50 gramas – 55 gotas ou 2,5 ml de óleo essencial;
100 ml ou 100 gramas – 110 gotas ou 5 ml de óleo essencial;
250 ml ou 250 gramas – 275 gotas ou 12,5 ml de óleo essencial.
 

 
Observação:
 
Uma medida "básica" de diluição para aplicações em geral que ficaria em torno de 1,5 %, é calcular a quantidade de gotas de óleos essenciais sendo a metade da quantidade do veículo/carreador.
 
Exemplo:
 
Para 100ml de veículo/carreador (óleo ou cremes), misturar 50 gotas de um óleo essencial (ou da mistura de vários, já que podem ser combinados mais de um óleo essencial em uma receita).
 

 

 


 
 
 
 
***
 
 
 
 
 
 

Um comentário:

  1. onde posso encontrar óleo essencial bom e barato?

    ResponderExcluir