Mirto

Myrtus communis












Nome Botânico:
Myrtus communis.

Família Botânica:
Myrtaceae.
(Eucalipto, Cajepute, Tea tree, Cravo, Niauli).

Nome em inglês:
Myrtle.

Outros Nomes:
Murta.

Tipo de Planta:
Arbusto de folhagem abundante e flores brancas delicadas .

Óleo Extraído:
Galhos e flores.

Aparência do óleo:
Transparente amarelado/fluído.

Aroma:
Fresco, herbal e adocicado.

Origem:
Marrocos, Áustria e Tunisia.

Principais Constituintes:
Geraniol, Linalol, Mirtenol, Nerol, Mirtenal, Cineol, Canfeno, Dipenteno e Pineno.

Propriedades:
Adstringente, anti-séptico, expectorante, parasiticida, carminativo, bactericida.

Principal Utilização:

Sistema Respiratório:
Trata obstruções dos brônquios, secreção, mucosidade, tosse, catarro, resfriado, gripe, sinusite, congestão nasal, asma e problemas e infecções em geral das vias respiratórias e pulmonares.

Sistema Urinário:
Tem efeito anti-séptico e antinflamatório, tratando infecções como cistite e uretrite.

Outras Utilizações:

Tratamento Cutâneo:
Ação anti-séptica e adstringente , purifica a pele congestionada e oleosa, sendo útil contra acne. Também elimina manchas e hematomas, e trata escamação, psoríase e dermatites.

Tem efeito repelente para insetos.

Psicologicamente:
Possui um leve efeito calmante. Acalmando estados de raiva e agitação nervosa.

Combinações:
Lavanda, Gerânio, Cedro, Bergamota, Eucalipto, Sândalo, Pinho, Palmarosa, Limão, Laranja, Patchouli, Hortelã, Sálvia, Manjerona, Gengibre, Cipreste, Cajeput, Abeto.

Curiosidades:
Os egípcios usavam o mirto para aliviar tiques faciais e os romanos o consideravam uma panacéia para problemas respiratórios e urinários. A planta era um ingrediente de perfumes e de vinhos aromatizados, como o Myrtidanum, dos romanos. Os vencedores dos jogos olímpicos, em geral, eram coroados com folhas de mirto. Posteriormente, no século XVI, o mirto passou a ser considerado eficaz no combate a cânceres de pele.

Cuidados:
Usar diluído, evitar na gravidez e em crianças.
Não usar em mucosas.


 














O mirto (ou murta) é mais uma erva aromática
que esteve presente na vida de várias civilizações
antigas, fez parte da mitologia de muitos povos.
Na Mesopotâmia, faziam fumigações contra a otite
e queimavam os ramos para prevenir e combater
vários tipos de doenças.


 
 
 
 
 
 
 








MIRTO
(Myrtus communis) 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário