Manjericão

Ocimum basilicum
 

 
Nome Botânico:
Ocimum basilicum.

Família Botânica:
Lamiaceae
(Orégano, Sálvia, Lavanda, Hortelã, Manjerona, Tomilho, Alecrim).

Nome em inglês:
Basil.

Outros Nomes:
Basílico, basilicão.

Tipo de Planta:
Arbusto com folhas bem verdes e delicadas flores brancas

Óleo Extraído:
Folhas e flores.

Aparência do óleo:
Transparente/fluído.
 
Aroma:
Herbal, quente, levemente condimentado e adocicado.
Existem variações de destilação e tipos de manjericão, variando o aroma e as composições químicas de cada óleo essencial.

Origem:
Região Mediterrânea

Principais Componentes:
Linalol, Eugenol, Cânfora, Metil-cavicol.

Propriedades:
Analgésico, afrodisíaco, anti-séptico, antiespasmódico, carminativo, revigorante, digestivo, expectorante, laxativo, antinflamatório, cefálico, fortificante, sedativo, tônico geral.

Principal Utilização:

Sistema Muscular:
Bom contra fibromialgia, dores, espasmos, distenção e cansaço musculares, dor lombar, rigidez, artrite, reumatismo.

Sistema Circulatório:
Estimulante da circulação local, aquece membros frios
.
Outras Utilizações:

Sistema Digestivo:
Calmante, trata espasmos estomacais, indigestão, prisão de ventre, flatulência, além de ajudar o organismo a eliminar toxinas.

Vias Aéreas e Respiratórias:
Trata casos de infecção no peito, gripes e resfriados comuns e crônicos, sinusite, bronquite asma e dor de garganta . Benéfico para a congestão dos seios nasais.
 
Alivia Dores de cabeça e Enxaquecas.
 
Repelente para insetos.

Psicologicamente:
O Manjericão é um dos melhores aromas para os nervos, ele clareia as idéias, dá força mental e intelectual. Ele é mais poderoso para o emocional do que para o físico.
Calmante e revigorante ao mesmo tempo, relaxa e reanima a mente. Eficaz contra depressão, insônia, stress, cansaço mental, falta de concentração, nervosismo e ansiedade.

Combinações:
Lavanda, Sândalo, Patchouli, Laranja, Camomila, Vetiver, Capim-limão, Gengibre, Pimenta Preta.

Cuidados:
Por conter cânfora, deve-se usar diluído e com cuidado, pois pode causa irritação em peles sensíveis.
Evitar na Gravidez e em crianças menores de 10 anos.

Curiosidades:
O manjericão sempre esteve cercado de misticismos e crenças religiosas ao longo dos tempos. Em várias civilizações antigas era considerado uma erva sagrada e com poderes místicos. Na antiga Índia e na época medieval se atribuía a ele o poder de afastar espíritos malignos e energias negativas. Era usual espalha-lo no chão e entrada das casas, assim como planta-lo nos entornos de cemitérios, templos e palácios.  É uma planta que sempre teve uma forte simbologia para muitos povos.



 
 
 
 
O manjericão (basílico) sempre foi considerado
uma erva sagrada e medicinal na Antiguidade.
Em civilizações como a grega e a romana, era usado
para a limpeza energética de ambientes e higiene.
Na Grécia Antiga era usado nos ginásios esportivos,
pois era considerada uma planta de boa sorte.
















Na Índia, o manjericão é amplamente
usado na Medicina Ayurvedica, onde a
erva é chamada de tulsi, é consagrado
a Krishna e Vishnu. A planta é usada
desde a antiguidade pelo hindus, e
sempre foi conhecida para tratar
inúmeros problemas físicos, como
dores de ouvido , resfriados, gripes,
febres, analgésico para dores
articulares e musculares, picadas
de insetos e animais venenosos, etc.














MAJERICÃO
(Ocimum basilicum) 




















Nenhum comentário:

Postar um comentário