Benjoim

Styrax benzoin


 
Nome Botânico
Styrax benzoin, Styrax tonkinensis.

Família Botânica:
Styracaceae.

Nome em inglês:
Benzoin.

Nome em espanhol:
Benjuí.

Outros Nomes:
Resina de Benjamim, Tintura de Benjoim, Bálsamo.

Tipo de Planta:
Árvore tropical que produz uma resina, após cortes na casca da madeira.

Óleo Extraído de:
Resina da madeira.
A resina é extraída através de cortes no tronco da árvore.

Aparência do óleo:
Transparente marrom/denso.

Aroma:
Balsâmico, resinoso, amadeirado e meio doce.
O aroma lembra a Baunilha e o Mel.

Origem:
Sumatra.

Propriedades:
Expectorante, anti-séptico, conservante, cicatrizante, hidratante, rejuvenescedor, desintoxicante, sedativo nervoso.

Principal Utilização:

Sistema Respiratório:
A resina que é "quente e seca" é de grande valor para "abrir" os pulmões. Trata a tosse, constipações, sinusite, asma, bronquite, infecções peitorais, alergias, rinites, catarro e resfriados.

Outras Utilizações:

Tratamento Cutâneo:
Hidratante, rejuvenecedor, cicatrizante, anti-séptico. Previne o envelhecimento precoce da pele e como esfoliante, elimina as células mortas, favorecendo o surgimento de uma pele nova e macia. Ele é um sedativo yang e tem uma ação pronunciada sobre as membranas mucosas.

Sistema Locomotor:
É bom nos estados de frio nas juntas, sendo eficaz no tratamento de artrite reumatóide e gota.
Bom contra cansaço e dores musculares.

Sistema Geniturinário:
Trata problemas geniturinários, sendo poderoso anti-séptico em casos de gonorréia, cistite, infecções, espermatorréia e leucorréia. É de grande valor nos desarranjos do trato urinário.

Psicologicamente:
Calmante, relaxante, anti-depressivo, sedativo nervoso, altamente eficaz contra stress e ansiedade. Aumenta o bom humor. Ele aquece o coração, não só fisica, mas também metafóricamente. Seu aroma quente e doce tem uma ação energizante e estimulante de longo alcance.

Combinações:
Cedro, Sândalo, Limão, Capim-limão, Litsea Cubeba, Vetiver, Lavanda, Cravo, Canela, Gengibre, Laranja, Alecrim, Hortelã e Eucalipto.

Curiosidades:
No Extremo Oriente o Benjoim é apreciado como incenso e medicamento. Em templos bíblicos era conhecido como Bálsamo, e era usado para proteção espiritual e "expulsar demônios".
No Ocidente é ingrediente de um remédio chamado Friar's Balsam, um remédio tônico respiratório. No sec. XVI o Benjoim era a fragrância preferida da Rainha Isabel I, da Inglaterra.
Na Aromaterapia, devido ao seu aroma agradável e doce, destaca-se por ter um poderso efeito anti-stress e relaxante. O benjoim é um conservante natural, portanto se adicionadas algumas poucas gotas em uma mistura , essa terá uma validade maior que o normal.

Cuidados:
Usar diluído.
 
 


 

A resina retirada da casca da
árvore através de cortes, se
solidifica formando a resina
do benjoim, após ser dissolvida
ela dá origem ao óleo essencial.
Uma substância bastante densa,
que lembra o mel, e que tem
um aroma balsâmico e doce,
parecido com a baunilha


 

 






O benjoim é como o Sol:
quente, acolhedor, energizante e curador.










A resina do benjoim, assim como a da mirra e do olíbano, era um dos aromáticos cultuados pelo povos antigos, principalmente os egípcios, que foram mestres na utilização de produtos naturais para fins cosméticos e medicinais. Por muitos povos, o benjoim é considerado um artigo de proteção física e espiritual. Inclusive citado em textos bíblicos, com o nome de "bálsamo".










 
 





BENJOIM
(Styrax benzoin)
 
















 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário